Prefeitura de Caieiras realizou o descarte consciente de 7.579 lâmpadas

A Prefeitura de Caieiras, em parceria com a UVS Essencis Caieiras, realizou mais um descarte consciente. A ação foi organizada pelas Secretarias de Meio Ambiente, Obras e Educação, que destinou 7.579 lâmpadas para descontaminação, trituração e destinação correta de todos os resíduos, preservando o meio ambiente.

Uma questão frequente e que gera dúvidas aos usuários é: após o uso das lâmpadas, o que fazer para descartá-las e onde fazê-lo?

Tudo depende do tipo de lâmpada e da quantidade a ser descartada.

Com relação ao tipo, podemos citar:

  • Lâmpadas Incandescentes: Apesar de sua produção ter sido proibida para uso doméstico desde 2016, ainda existe uma grande quantidade em uso. Elas não possuem risco a saúde, sendo assim, poderia ser descartada no lixo comum, mas não é recomendado pois pode causar acidentes às pessoas que recolhem o lixo domiciliar. O ideal seria reutilizá-las, fazendo objetos decorativos ou destiná-las a reciclagem. Quando quebrada, ou o descarte no lixo comum seja a última solução, deverá ser acondicionada em uma embalagem, de preferência de papelão, envolvida em fita adesiva para que não abra e evite acidentes com a coleta.
  • Lâmpadas LED e as Halogêneas: Possuem uma durabilidade muito maior que as incandescentes e são totalmente recicláveis, podendo ser descartado para reciclagem, mas separado dos demais, para evitar que se quebre. Quando quebrada, embalar como a incandescente e descartar para reciclagem.
  • Lâmpadas Fluorescentes: Esse tipo de lâmpada, assim como as de vapor de sódio, luz mista e vapor metálico, possuem mercúrio em seu interior e, podem ser perigosas à saúde. O mercúrio presente nestas lâmpadas, pode causar intoxicação quando quebradas, tanto por via respiratória, quanto por via cutânea. Devem ser descartadas em postos de coleta especializados. No caso de uso residencial, poderá entregar nos locais de compra das mesmas. Em grandes quantidades deve-se contratar empresa especializada para a retirada e o descarte ambientalmente correto. Mesmo quando quebradas, não devem ser descartadas no lixo comum, devem ser embaladas e entregues ao posto de coleta especializados.

No que se refere a quantidade, o descarte residencial, por ser pouco, pode ser realizado de imediato, seja para reciclagem, ou nos postos de coleta especializados. Já o comércio e os estabelecimentos que geram grandes quantidades, sugerimos guardar em local apropriado, evitando que se quebrem, até a contratação e recolhimento por empresas especializadas para realizar o descarte ambientalmente correto, realizando a descontaminação e a reciclagem dos componentes.

Siga-nos também no youtube

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário