Cerca de 60 porcos morreram em acidente no Rodoanel

83k1fw6

Uma carreta que transportava porcos tombou na madrugada desta terça (25), no quilômetro 14 oeste do Rodoanel, em frente a uma praça de pedágio, no sentido interior de São Paulo. O motorista não ficou ferido.
De acordo com informações da Polícia Militar Rodoviária, o condutor estava para entrar em uma praça de pedágio e resolveu, de última hora, entrar em outra. Este teria sido o motivo do tombamento. A saída deste trecho, que dá acesso à Rodovia Castelo Branco, ficou bloqueada até por volta das 11h, de acordo com a concessionária que administra o trecho, CCR Rodoanel. De manhã, o acidente chegou a provocar dez quilômetros de congestionamento no local, do quilômetro 4 ao 14.

porco6
Segundo o CCR RodoAnel, concessionária que administra a rodovia, por volta das 11h10, a operação de transbordo dos animais estava sendo finalizada. Os porcos ficaram mais de 7 horas dentro da carreta tombada.  Antes de serem resgatados, os porcos sofreram esperando socorro. Para retirar logo o veículo da pista, os funcionários do matadouro tentaram desvirar a carreta caída com os animais ainda dentro do caminhão. Em uma das tentativas, os porcos ficaram ainda mais machucados quando o resgate não conseguiu erguer a carga e a carroceria despencou com os animais dentro. Muitos morreram. A crueldade e a insensibilidade perante as vidas de seres sencientes, inclusive mais inteligentes que cachorros, só foi possível devido ao especismo e a desvalorização da vida de animais não-humanos.

porco5
A ONG Aspa (Associação Sempre Pelos Animais) São Roque, que ajudou na operação de resgate, convenceu representantes do frigorífico a libertar os porcos. Eles foram encaminhados para um santuário em São Roque (a 62 km da capital paulista). Os ativistas dos direitos animais também criaram uma campanha de arrecadação de recursos na internet para tratar os porcos feridos. Até a noite desta terça eles já haviam conseguido levantar mais de R$ 50 mil.

11229766_1019765188096935_1712014481233637290_n

Siga-nos também no youtube

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário